FALE CONOSCO

MATRIZ ARARANGUÁ
(48) 3521-0400
(48) 9985-1000 Tim
(48) 8814-5905 Vivo
(48) 8815-6343 Vivo

FILIAL TUBARÃO
(48) 3631-0600

Filial Orleans
(48) 3631-0606

EXPEDIENTE:
Segunda a Sexta:
das 8h às 22h
Sábados:
das 9h às 22h
Domingos e Feriados:
das 9h às 12h
e das 13:30h às 22h

ENVIE SUA NOTÍCIA

CADASTRE SEU CURRICÚLO

TVS E VÍDEOS

GALERIA DE IMAGENS

DÚVIDAS

1. Qual a velocidade que eu consigo alcançar com a Banda Larga da Contato?

Você poderá utilizar os planos de banda larga da Contato Internet com planos que vão de 400Kbps até 20Mbit/s. As velocidades contratadas são as máximas possíveis do cliente até a Contato, podendo sofrer oscilações devido a fatores externos. Em um plano de 8Mbit/s, por exemplo, você terá velocidades de download até 1000Kbytes/s. Essa diferença ocorre pois o plano de acesso é medido em bits, e a velocidade de download é medida em Kbytes. Para maiores informações sobre o assunto: http://pt.wikipedia.org/wiki/Byte.

2. Eu vou ficar conectado à Internet 24 horas?

Sim. A internet ficará disponível 24 horas por dia, com exceção para os usuários do serviço “Contato Express Noturno”, que atualmente não é mais comercializado.

3. Eu posso utilizar meu telefone fixo enquanto estiver na Internet?

Sim. Você pode usar seu telefone e navegar na Internet ao mesmo tempo, sem nenhuma interferência na conexão. Inclusive, com a banda larga da Contato você não precisa mais de sua antiga e cara linha telefônica, fornecemos para você um telefone fixo gratuito, você paga somente o consumo mensal no formato de créditos pré-pagos, com compromisso mensal de apenas R$ 14,90. Consulte maiores informações no site do serviço Contato Fone.

4. O que eu preciso para assinar a Contato Banda Larga?

Estar em uma área de cobertura da Contato Banda Larga e ter um computador com placa de rede, que geralmente já vem integrada ao computador.

5. Como eu faço para assinar a Contato Banda Larga?

Você pode solicitar a ativação do serviço clicando aqui, ou ligando para o telefone para (48) 3521-0400.

6. O serviço de Internet Banda Larga da Contato pode ser ligado em rede?

Sim. Nosso sistema é totalmente compatível com redes, não sendo necessária nenhuma alteração na estrutura já existente na casa ou empresa do assinante.

7. Além da mensalidade de acesso, ainda tem mais algum custo mensal?

Não. Para acessar com a Contato Banda Larga você só paga a mensalidade. Você estará isento de mensalidade de provedores, linha telefônica, etc. O custo é fixo, independente de quanto tempo você usar.

8. Qual o prazo de instalação?

Após a confirmação do pedido, a Contato Internet terá até 15 dias para efetuar a instalação. Mas nada impede de que seja instalado muito antes do final do prazo. O prazo também poderá ser afetado devido a condições climáticas.

9. Quais equipamentos serão instalados para disponibilizar minha conexão com a Internet?

Depende do local de instalação. Em condomínios é instalada uma antena no topo do prédio e o sinal é enviado via cabo para a placa de rede do computador do assinante. Em imóveis individuais ou empresas é instalada uma antena e uma placa de recepção no computador do cliente, ou, uma antena com rádio integrado, onde o sinal é enviado via cabo até o computador ou rede do assinante.

10. Tenho que pagar uma nova instalação caso mude de imóvel?

Não se trata de uma nova instalação, e sim do recolhimento do equipamento no local antigo, e reinstalação no novo endereço. A mudança de endereço estará sujeita a avaliação de disponibilidade de sinal no novo endereço.

11. Tenho que pagar uma nova taxa de instalação caso mude o computador de cômodo?

Não. Neste caso não é necessária uma nova taxa de instalação, porque possivelmente não será necessário alterar a posição dos equipamentos de recepção de sinal. Essa mudança deverá ser feita por um técnico de informática de confiança do assinante. Caso seja necessário alterações na posição dos equipamentos de recepção de sinal entre em contato com o nosso Suporte Técnico para avaliar sua solicitação.

12. Como vou saber se o meu bairro está na área de cobertura com disponibilidade de Contato Banda Larga?

Você pode nos consultar, entrando em contato pelo número (48) 3521-0400.

13. Se eu quiser mudar o plano da Contato Banda Larga, vou ter que pagar nova taxa de instalação?

Não. Somente será cobrado o valor de atualização de equipamentos em mudanças para planos que exijam equipamentos diferentes dos já instalados.

14. Como é feita a cobrança da mensalidade?

Você pode optar por débito automático em conta bancária, ou boleto bancário. O boleto é enviado via e-mail, para que você imprima (ou anote o código de barras) e pague nas agências bancárias, casas lotéricas ou na Contato Internet.

15. Em caso de falta de energia elétrica, o acesso continuará funcionando?

Sim. Desde que o computador do assinante e o equipamento de recepção de sinal estejam conectados a um no-break.

16. A Internet Banda Larga da Contato é segura?

Sim, o sistema é seguro. A rede é protegida por um eficiente sistema de firewall, e o usuário tem a disposição também o sistema de controle de acesso, que pode bloquear todo o conteúdo indesejado, e aumentar consideravelmente a segurança. Vale lembrar que o usuário NÃO deve modificar as configurações de rede de sua máquina, pois uma configuração errada pode facilitar invasões, assim como em qualquer outro sistema. Recomendamos também sempre ter um antivírus ativo e atualizado.

17. Quais as vantagens da Internet Banda larga da Contato em relação a outra tecnologias disponíveis atualmente?

- Não há a necessidade de instalar cabeamento, já que a conexão chega até o assinante sem fio, e pode também ser transmitida dentro da residência ou empresa sem fio;
- Não precisa de modem, pois o sinal é distribuído internamente (via rede) - apenas uma placa de rede (disponível em quase todas as placas-mãe) já é suficiente;
- Não precisa de provedor;
- Velocidades altíssimas de download e upload;

  • Tempo em
  • Nublado e Pancadas de Chuva
  • 18ºmín
    24ºmax

6 outubro 2017 | 17:24

Veículo off-road de alunos da Unesc participa do Baja Regional Sul

A competição ocorre de 17 a 19 de Novembro, no Rio Grande do Sul.

Criciúma | Por Contato Internet
Baja-vulcano-unesc-1

Região Sul – Acadêmicos do curso de Engenharia Mecânica da Unesc estão em contagem regressiva para participarem do Baja Regional Sul 2017, um concurso de protótipos de veículos off-road, que levam apenas um piloto e que possam trafegar em terrenos com as mais diferentes condições de solo.

A competição ocorre de 17 a 19 de Novembro, em Passo Fundo, no Rio Grande do Sul, e vai reunir estudantes de engenharia do Rio Grande do Sul, de Santa Catarina e do Paraná. Os vencedores se classificam para a etapa internacional do Baja.

O Projeto Baja SAE é um desafio lançado aos estudantes de engenharia de todo o mundo com o objetivo de incrementar sua preparação para o mercado de trabalho. A participação no evento vai ser marcante para a equipe Vulcano.

O grupo, formado por 15 estudantes e orientados por dois professores da Unesc, participa do Projeto Baja SAE e tem como diretriz apenas as especificações da SAE (Society of Automotive Engineers) que dizem respeito quanto ao motor utilizado e dimensões da estrutura. O restante, como o projeto, cálculos e construção é totalmente de responsabilidade dos alunos.

A ideia de participar do Projeto Baja iniciou em 2014 com um grupo de estudantes de Engenharia Mecânica. Entre eles, Pedro Nunes Domingos. Atualmente na nona fase do curso, ele conta que a ideia foi amadurecida durante dois anos e, em 2016, começou a ser tirada do papel com a orientação de professores.

E, segundo ele, participar da competição vai representar a concretização de um sonho para o grupo. “Ver o projeto encaminhado é uma satisfação muito grande para nós que estamos desde o início nele. E para mim será mais especial ainda porque serei o piloto. Conheço cada peça, cada parafuso do carro”, comenta o aluno.

Domingos explica que no primeiro dia ocorre a apresentação do projeto e do protótipo. No segundo, ocorre a inspeção técnica e de segurança e, no terceiro, o enduro. “São três horas de prova e a pista é feita para testar de verdade os veículos. Se quebrar, a equipe pode consertar e voltar para a prova e ganha quem der o maior número de voltas”, explica.

Segundo o acadêmico, o projeto é motivo de orgulho para os participantes e será um legado do grupo para os demais estudantes do curso. “O projeto é aberto para a participação de qualquer estudante de Engenharia Mecânica da Unesc e quando nós sairmos, sabemos que outras pessoas vão cuidar dele e aperfeiçoar cada vez mais”, comenta ele, que Thiago Martins Fernandes, que também esteve na criação do projeto, tem o Vulcano Baja como tema do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

Dentro do grupo, os acadêmicos dividem tarefas que vão da elaboração do projeto de protótipo, até de planos para a captação de apoiadores. Juntamente com os professores Guilherme Pickler e Vangelo Manenti, com o apoio do Centro Acadêmico e da coordenação de Engenharia Mecânica, os estudantes se mobilizam em ações para buscar patrocínio para as atividades do projeto.
Confeccionaram camisetas e, no próximo domingo, 8, realizarão uma paella para angariar fundos para as atividades do projeto – os interessados em apoiar o Vulcano Baja ou adquirir ingressos podem entrar em contato com a coordenação do curso, pelo telefone (48) 3431-2639.

Segundo o professor do curso de Engenharia Mecânica da Unesc e um dos orientadores do Vulcano Baja, Guilherme Pickler, ele pode ser considerado uma oficina para o desenvolvimento e execução de projetos e uma oportunidade de os alunos aplicarem na prática os conhecimentos adquiridos em sala de aula, e de maneira interdisciplinar.

“Estudantes de diferentes fases participam do projeto e isso permite uma troca de conhecimento e um aprendizado em conjunto. É uma escola prática da Engenharia Mecânica, pois eles têm contato com todo o processo de fabricação e montagem”, comenta.

Os estudantes utilizam o Laboratório de Protótipos do Iparque (Parque Científico e Tecnológico da Unesc) para desenvolver as atividades e a intenção é que no futuro, o Vulcano Baja agregue estudantes de outros cursos da Universidade.
Saiba mais
O projeto Baja SAE foi criado na Universidade da Carolina do Sul, Estados Unidos e teve a primeira competição em 1976. O ano de 1991 marcou o início das atividades da SAE Brasil, que em 1994, lançava o Projeto Baja SAE Brasil.

No ano seguinte, em 1995, era realizada a primeira competição nacional, em São Paulo. Desde então dezenas de eventos foram realizados em vários Estados do país como Rio Grande do Sul, São Paulo, Minas Gerais e Bahia.

*Colaboração e foto: Milena Nandi/Assessoria de Imprensa.

Colunistas
  • Cristiano Brasil
    Cristiano Brasil
    Canal Financeiro
  • Frank Becker
    Frank Becker
    Papo Educação
  • Khaled Salama
    Khaled Salama
    Mundo Corporativo
  • Luiz Llantada
    Luiz Llantada
    Pensata
  • Maiara Possamai
    Maiara Possamai
    Em Pauta
  • Maíra Rabassa
    Maíra Rabassa
    Jovem e atual
  • Olavo de Carvalho
    Olavo de Carvalho
    Filósofo e jornalista
  • Rafael Vieira Lemos
    Rafael Vieira Lemos
    Em Atividade
  • Tadêu Santos
    Tadêu Santos
    Cidadania Ambiental
  • Treissi Amorim
    Treissi Amorim
    Você em destaque
  • Vanessa Irizaga
    Vanessa Irizaga
    Mistura Alternativa