FALE CONOSCO

MATRIZ ARARANGUÁ
(48) 3521-0400

FILIAL TUBARÃO
(48) 3631-0600

Filial Orleans
(48) 3631-0606

EXPEDIENTE:
Segunda a Sexta:
das 8h às 22h
Sábados:
das 9h às 22h
Domingos e Feriados:
das 9h às 12h
e das 13:30h às 22h

ENVIE SUA NOTÍCIA

CADASTRE SEU CURRICÚLO

TVS E VÍDEOS

GALERIA DE IMAGENS

DÚVIDAS

1. Qual a velocidade que eu consigo alcançar com a Banda Larga da Contato?

Você poderá utilizar os planos de banda larga da Contato Internet com planos que vão de 400Kbps até 20Mbit/s. As velocidades contratadas são as máximas possíveis do cliente até a Contato, podendo sofrer oscilações devido a fatores externos. Em um plano de 8Mbit/s, por exemplo, você terá velocidades de download até 1000Kbytes/s. Essa diferença ocorre pois o plano de acesso é medido em bits, e a velocidade de download é medida em Kbytes. Para maiores informações sobre o assunto: http://pt.wikipedia.org/wiki/Byte.

2. Eu vou ficar conectado à Internet 24 horas?

Sim. A internet ficará disponível 24 horas por dia, com exceção para os usuários do serviço “Contato Express Noturno”, que atualmente não é mais comercializado.

3. Eu posso utilizar meu telefone fixo enquanto estiver na Internet?

Sim. Você pode usar seu telefone e navegar na Internet ao mesmo tempo, sem nenhuma interferência na conexão. Inclusive, com a banda larga da Contato você não precisa mais de sua antiga e cara linha telefônica, fornecemos para você um telefone fixo gratuito, você paga somente o consumo mensal no formato de créditos pré-pagos, com compromisso mensal de apenas R$ 14,90. Consulte maiores informações no site do serviço Contato Fone.

4. O que eu preciso para assinar a Contato Banda Larga?

Estar em uma área de cobertura da Contato Banda Larga e ter um computador com placa de rede, que geralmente já vem integrada ao computador.

5. Como eu faço para assinar a Contato Banda Larga?

Você pode solicitar a ativação do serviço clicando aqui, ou ligando para o telefone para (48) 3521-0400.

6. O serviço de Internet Banda Larga da Contato pode ser ligado em rede?

Sim. Nosso sistema é totalmente compatível com redes, não sendo necessária nenhuma alteração na estrutura já existente na casa ou empresa do assinante.

7. Além da mensalidade de acesso, ainda tem mais algum custo mensal?

Não. Para acessar com a Contato Banda Larga você só paga a mensalidade. Você estará isento de mensalidade de provedores, linha telefônica, etc. O custo é fixo, independente de quanto tempo você usar.

8. Qual o prazo de instalação?

Após a confirmação do pedido, a Contato Internet terá até 15 dias para efetuar a instalação. Mas nada impede de que seja instalado muito antes do final do prazo. O prazo também poderá ser afetado devido a condições climáticas.

9. Quais equipamentos serão instalados para disponibilizar minha conexão com a Internet?

Depende do local de instalação. Em condomínios é instalada uma antena no topo do prédio e o sinal é enviado via cabo para a placa de rede do computador do assinante. Em imóveis individuais ou empresas é instalada uma antena e uma placa de recepção no computador do cliente, ou, uma antena com rádio integrado, onde o sinal é enviado via cabo até o computador ou rede do assinante.

10. Tenho que pagar uma nova instalação caso mude de imóvel?

Não se trata de uma nova instalação, e sim do recolhimento do equipamento no local antigo, e reinstalação no novo endereço. A mudança de endereço estará sujeita a avaliação de disponibilidade de sinal no novo endereço.

11. Tenho que pagar uma nova taxa de instalação caso mude o computador de cômodo?

Não. Neste caso não é necessária uma nova taxa de instalação, porque possivelmente não será necessário alterar a posição dos equipamentos de recepção de sinal. Essa mudança deverá ser feita por um técnico de informática de confiança do assinante. Caso seja necessário alterações na posição dos equipamentos de recepção de sinal entre em contato com o nosso Suporte Técnico para avaliar sua solicitação.

12. Como vou saber se o meu bairro está na área de cobertura com disponibilidade de Contato Banda Larga?

Você pode nos consultar, entrando em contato pelo número (48) 3521-0400.

13. Se eu quiser mudar o plano da Contato Banda Larga, vou ter que pagar nova taxa de instalação?

Não. Somente será cobrado o valor de atualização de equipamentos em mudanças para planos que exijam equipamentos diferentes dos já instalados.

14. Como é feita a cobrança da mensalidade?

Você pode optar por débito automático em conta bancária, ou boleto bancário. O boleto é enviado via e-mail, para que você imprima (ou anote o código de barras) e pague nas agências bancárias, casas lotéricas ou na Contato Internet.

15. Em caso de falta de energia elétrica, o acesso continuará funcionando?

Sim. Desde que o computador do assinante e o equipamento de recepção de sinal estejam conectados a um no-break.

16. A Internet Banda Larga da Contato é segura?

Sim, o sistema é seguro. A rede é protegida por um eficiente sistema de firewall, e o usuário tem a disposição também o sistema de controle de acesso, que pode bloquear todo o conteúdo indesejado, e aumentar consideravelmente a segurança. Vale lembrar que o usuário NÃO deve modificar as configurações de rede de sua máquina, pois uma configuração errada pode facilitar invasões, assim como em qualquer outro sistema. Recomendamos também sempre ter um antivírus ativo e atualizado.

17. Quais as vantagens da Internet Banda larga da Contato em relação a outra tecnologias disponíveis atualmente?

- Não há a necessidade de instalar cabeamento, já que a conexão chega até o assinante sem fio, e pode também ser transmitida dentro da residência ou empresa sem fio;
- Não precisa de modem, pois o sinal é distribuído internamente (via rede) - apenas uma placa de rede (disponível em quase todas as placas-mãe) já é suficiente;
- Não precisa de provedor;
- Velocidades altíssimas de download e upload;

  • Tempo em
  • Parcialmente Nublado
  • 16ºmín
    27ºmax

9 fevereiro 2018 | 08:45

Superar a violência é o tema da Campanha da Fraternidade

Os números da violência no país são alarmantes, com um índice de crescimento de 592%, de 2003 a 2016, quando o Brasil encerrou o ano com 59 mil homicídios.

Criciúma | Por Contato Internet
Divulgação

Divulgação

A Campanha da Fraternidade, que inicia todos os anos na Quarta-Feira de Cinzas, por iniciativa da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), traz à tona, neste ano, o tema “Fraternidade e Superação da Violência” e o lema “Vós sois todos irmãos” (Mt 23,8). O assunto foi estudado, discutido e refletido na manhã de hoje (08), no Auditório da Paróquia São Donato, em Içara. O mesmo encontro é repetido pela Diocese de Criciúma na manhã de sábado, 10, no Auditório da Paróquia Nossa Senhora da Oração, em Turvo. Hoje, mais de 100 pessoas participaram da atividade, representantes de pastorais e de 22 paróquias e santuários da Diocese.

A família como base

A apresentação do tema foi divida em três partes, pelo método “ver, julgar e agir”, tendo como primeiro assessor do estudo o delegado de polícia Márcio Campos Neves, que apresentou números sobre a violência no Estado de Santa Catarina e falou sobre a importância da educação e do cultivo dos valores cristãos dentro da família, como base para a mudança da cultura da violência na sociedade. “É importante a gente promover a cultura da paz. A primeira coisa que temos que resgatar na sociedade são os valores, porque hoje tudo está relativizado. Uma das causas da nossa violência é que estamos relativizando tudo. Alguns valores como honestidade, respeito, amor estão relativizados! A causa primária da violência, eu entendo que está, dentro de tudo o que já trabalhei, na família. Você pode ir a qualquer presídio, qualquer centro de internação de adolescentes e analisar a vida daquelas pessoas e ver que a família é totalmente desestruturada, que há uma situação de violência na família”, destacou o delegado que há dez anos atua na região da AMREC.

Conforme Neves, a Organização Mundial da Saúde (OMS) define a violência como o uso intencional de força contra si mesmo, contra outra pessoa ou contra um grupo de pessoas, que cause dano físico, sexual, psicológico e morte. Segundo o delegado, o suicídio é um desses tipos de violência, “um problema seríssimo que precisa ser combatido e trabalhado pela Igreja”.

Números assustam

Os números da violência no país são alarmantes, com um índice de crescimento de 592%, de 2003 a 2016, quando o Brasil encerrou o ano com 59 mil homicídios. “São números que superam a Europa inteira, os Estados Unidos e a China juntos. O Brasil mata mais que os países em guerra. A comparação é por 100 mil habitantes. Fora os desaparecidos que foram assassinados e as mortes que não foram esclarecidas e não entraram para essa estatística. Os Estados Unidos tem uma população de 305 milhões de habitantes, 100 milhões a mais que o Brasil e sabem quantos homicídios os EUA fecharam o ano de 2016? 12.900 homicídios por ano”, destacou o delegado.

De acordo com Neves, entre as estatísticas do Estado de Santa Catarina, o maior índice de homicídios ocorre no mês de fevereiro, época das festas de carnaval. A maioria dos homicídios ocorre nos finais de semana e 59% deles no período noturno e com arma de fogo. O local, geralmente em via pública e quando as mulheres são vítimas, dentro de casa. A maior motivação dos crimes tem origem no tráfico de drogas. Segundo o delegado, são os homens que mais matam, somando 95% das estatísticas, com uma faixa etária que concentra de 18 a 24 anos de idade e são também os que mais morrem, totalizando 88% dos casos, com idade entre 35 e 59 anos. As mulheres ocupam o percentual de 11% entre as vítimas.

É preciso agir

A segunda parte da manhã, sobre o método “julgar”, foi conduzido pela leiga da Paróquia Nossa Senhora da Natividade e membro da Equipe de Coordenação dos Grupos Bíblicos em Família, Gloria Mazucco. A leiga, que atua, há 28 anos, como professora na rede pública de ensino, trouxe testemunhos sobre diferentes situações vivenciadas em sua caminhada e evidenciou aspectos bíblicos sobre a violência, fazendo os presentes refletirem sobre pequenas atitudes cotidianas que podem provocar a violência. A terceira parte, sobre o “agir”, foi assessorada pelo secretário da Coordenação Diocesana de Pastoral, Marcos Tramontim, que apresentou diversas pistas de ações concretas para superação da violência no que se refere à pessoa, à família e sociedade, indicadas pelo texto-base da CF produzido pela CNBB. Ao final da manhã, o Coordenador Diocesano de Pastoral, padre Joel Sávio, indicou iniciativas já realizadas pela Igreja nas paróquias e que devem ser conhecidas e apoiadas pelos padres e agentes de pastoral.

Para Bispo, reflexão deve impulsionar ações concretas

O Bispo da Diocese de Criciúma, Dom Jacinto Inacio Flach, analisa que deve haver uma consciência e mudança individual e coletiva no que tange à cultura da violência e acredita que esta CF dará frutos como muitas outras campanhas que já mudaram realidades ao longo do Brasil. “A CF nos lembra que devemos superar a violência e promover a paz. Isto, com certeza, é um trabalho muito árduo, muito longo, mas nós, como cristãos, cremos nisso. Senão, estaríamos vivendo para que, se não soubéssemos confiar na graça de Deus? Ele é o Príncipe da Paz, aquele que traz paz aos corações e nós, como seus discípulos, queremos fazer isto em nossas comunidades. Uma manhã de reflexão, de estudo, de partilha, é para começar a criar esta consciência; a participação das pessoas, todas as instituições e entidades vão, com isto, saber que a força toda se unindo, dará respostas positivas àquilo que hoje tanto nos preocupa e nos deixa com medo e insegurança que é a violência, tão grande em nossa realidade. Sabemos que Santa Catarina não é uma das regiões mais violentas, mas cremos que nosso Estado poderá ser diferente se houver uma consciência coletiva onde entram os poderes públicos, a Igreja, as entidades, com trabalho especialmente nas escolas e nas famílias”.

Celebrações de Cinzas abrem a CF e conclamam à conversão

A Quarta-Feira de Cinzas é o dia em que a Igreja dá início ao período quaresmal, em preparação à Páscoa do Senhor. Um tempo, conforme o Bispo, que precisa ser bem vivido, em preparação à festa da Ressurreição. “A imposição das cinzas lembra que nós devemos fazer penitência. Aquele que impõe as cinzas, diz: ‘Converta-te e crede no Evangelho’. Esta é a nossa missão maior: crer no Evangelho, pois ali está toda a luz, toda a inspiração. Mas para deixar que esta luz chegue a nossa vida, precisamos nos converter – para a vida, para a acolhida, para o diferente, para promover a paz – este é o nosso grande trabalho. E como fazemos isso? A Quaresma nos propõe oração, penitência, jejum e caridade, amor ao próximo e participar das celebrações, sejam elas eucarísticas ou nos grupos bíblicos em família, em todos os momentos que a Igreja nos propõe. Ali, pegamos força para que essa conversão possa, realmente, acontecer, pouco a pouco, na vida de todos nós. Não se trata só de receber as cinzas, mas do que elas significam e remetem para a nossa missão. São quarenta dias especiais e sagrados para que possamos celebrar, com mais alegria, a Ressurreição de Cristo que acontece na vida de cada pessoa”, frisa o epíscopo.

Confira os horários das celebrações com bênção e imposição das cinzas:

COMARCA DE ARARANGUÁ

Paróquia Nossa Senhora Mãe dos Homens – Araranguá
12h30min: Matriz
16h: Lar São Vicente
19h30min: Matriz
19h30min: Coloninha
19h30min: Urussanguinha
19h30min: Comunidades

Paróquia Sagrada Família – Araranguá
07h: Matriz
09h: Lagoa do Caverá
10h30min: Sanga do Marco
17h: Soares
20h: Matriz

Paróquia São Pedro Apóstolo – Balneário Arroio do Silva
? Praia da Caçamba
18h: Areias Brancas
20h: Morro dos Conventos
20h: Matriz

COMARCA DE CRICIÚMA

Paróquia Nossa Senhora da Salete – Criciúma
08h: Matriz
19h30min: Matriz
19h30min: Vila Rica

Paróquia Nossa Senhora das Graças – Criciúma
19h30min: Comunidades

Paróquia Nossa Senhora de Guadalupe – Criciúma
20h: Boa Vista

Paróquia Nossa Senhora de Fátima – Criciúma
07h30min: Matriz
19h30min: Matriz
20h: Mina União
20h: Vila Manaus
20h: Santa Luzia
20h: Nova Esperança
20h: São Sebastião
20h: Loteamento Cechinel
20h: Jardim Montevideo

Paróquia Santa Bárbara – Criciúma
08h: Matriz
19h30min: Matriz
20h: Mina do Toco
20h: Mina do Mato
20h: Naspolini
20h: Maria Céu
20h: Vila Zuleima
20h: Operária Nova
20h: Mãe Peregrina

Paróquia Santo Agostinho – Criciúma
08h: Rio Maina
19h30min: Metropol
19h30min: Rio Maina

Paróquia Santo Antônio – Criciúma
18h30min: Morro Albino
19h30min: Quarta Linha

Paróquia São Donato – Içara
07h: Matriz
08h: Esperança
09h: Linha Esperança
10h: Novo Caravaggio
18h: Santa Cruz
20h: Matriz

Paróquia São José – Criciúma
07h30min: Catedral
15h: Catedral
18h30min: São Cristóvão
18h30min: Mina Brasil
19h: Santa Catarina
20h: Catedral
20h: São Simão

Paróquia São Miguel Arcanjo – Içara
07h: Matriz
20h: Matriz
20h: Comunidades

Paróquia São Paulo Apóstolo – Criciúma
19h: Matriz
19h: Primeira Linha
20h30min: Morro Estevão

Santuário Sagrado Coração Misericordioso de Jesus – Içara
19h30min: Santuário

COMARCA DE NOVA VENEZA

Paróquia Nossa Senhora Aparecida – Siderópolis
19h: Matriz
19h: Rio Fiorita
18h30min: Santa Luzia
20h: Alto Rio Maina
18h30min: Rio Ex Patrimônio
20h: Vila São Jorge

Paróquia Sagrado Coração de Jesus – Forquilhinha
19h30min: Matriz
19h30min: São Roque
19h30min: Sanga do Engenho

Paróquia Santo Alexandre – Treviso
19h: Matriz
20h30min: Santa Cruz

Paróquia São João Batista – Nova Veneza
08h30min: Matriz
10h: São Francisco

Paróquia São Marcos – Nova Veneza
15h: Matriz
19h: São Bento Alto
19h30min: Matriz
19h30min: São Martinho Alto

Santuário Diocesano Nossa Senhora de Caravaggio
15h: Santuário
19h: Santuário

COMARCA DE SANTA ROSA DO SUL

Paróquia Santa Rosa de Lima – Santa Rosa do Sul
08h30min: Matriz
19h30min: Matriz
19h30min: Comunidades

Paróquia Santo Antônio de Pádua – Sombrio
14 – 07h: Matriz
14 – 18h: Santo Expedito
14 – 19h: Matriz
14 – 20h30min: Bom Parto
15 – 20h: Rio Novo
15 – 20h: Palmeira
16 – 16h: Hospital
16 – 20h: Rua Nova
16 – 20h: São Luiz

Paróquia São João Paulo II – Sombrio
07h: São José
09h: Garuva Nova
18h: Vista Alegre
20h: Januária

Paróquia São Sebastião – Praia Grande
19h: Matriz

COMARCA DE TURVO

Paróquia Nossa Senhora da Glória – Meleiro
08h: Matriz
09h: Boca do Pique
09h30min: Rio Morto
19h: Matriz
19h: Morro Grande
20h15min: Nova Roma

Paróquia Santa Terezinha do Menino Jesus – Jacinto Machado
15h: Matriz
17h30min: Serra da Pedra
17h30min: Pinheirinho do Meio
19h3min: Matriz

Paróquia São Roque – Timbé do Sul
14 – 09h: Morro Chato
14 – 17h30min: Vila Nova
14 – 19h30min: Matriz
15 – 19h30min: Loteamento São Luiz
16 – 19h30min: Amola Faca
17 – 17h: Molha Coco Alto

COMARCA DE URUSSANGA

Paróquia Imaculado Coração de Maria – Lauro Müller
19h: Guatá
19h30min: Matriz
20h30min: Barro Branco

Paróquia Nossa Senhora da Conceição – Urussanga
07h: Matriz
18h30min: Matriz
19h30min: Armazém
19h30min: Rio América
20h: Estação

Paróquia Nossa Senhora da Natividade – Cocal do Sul
07h: Matriz
15h: Matriz
19h30min: Matriz

Paróquia São Roque – Morro da Fumaça
19h30min: Matriz
19h30min: Linha Anta

*Colaboração: Bibiana Pignatel

Colunistas
  • Cristiano Brasil
    Cristiano Brasil
    Canal Financeiro
  • Frank Becker
    Frank Becker
    Papo Educação
  • Khaled Salama
    Khaled Salama
    Mundo Corporativo
  • Luiz Llantada
    Luiz Llantada
    Pensata
  • Maiara Possamai
    Maiara Possamai
    Em Pauta
  • Maíra Rabassa
    Maíra Rabassa
    Jovem e atual
  • Olavo de Carvalho
    Olavo de Carvalho
    Filósofo e jornalista
  • Rafael Vieira Lemos
    Rafael Vieira Lemos
    Em Atividade
  • Tadêu Santos
    Tadêu Santos
    Cidadania Ambiental
  • Treissi Amorim
    Treissi Amorim
    Você em destaque
  • Vanessa Irizaga
    Vanessa Irizaga
    Mistura Alternativa